terça-feira, 13 de junho de 2017

Como os Adventistas do Sétimo Dia veem o Catolicismo Romano

Os adventistas do sétimo dia consideram todos os homens e mulheres como iguais aos olhos do Senhor. Rejeitamos a intolerância contra qualquer pessoa, independente de raça, nacionalidade ou credo. Além disso, admitimos com alegria que cristãos sinceros podem ser encontrados em outras denominações, incluindo o catolicismo romano, e trabalhamos em conjunto com todas as agências e organismos que procuram abrandar o sofrimento humano e enaltecer a Cristo diante do mundo.

Os adventistas do sétimo dia procuram levar um relacionamento positivo com outras religiões. Nossa tarefa primordial é pregar o Evangelho de Jesus Cristo no contexto de Sua breve volta, não apontando as falhas de outras denominações.

As crenças dos adventistas do sétimo dia estão baseadas nos ensinamentos bíblicos apostólicos e, portanto têm em comum muitos princípios essenciais do cristianismo com os seguidores de outras igrejas cristãs. No entanto, temos uma identidade específica como movimento. Nossa mensagem para os cristãos e não-cristãos é comunicar esperança focalizando a qualidade de vida que é completa em Cristo.

À medida que os adventistas se relacionam com os católicos romanos em particular, passado e futuro vêm a nossa mente. Não podemos apagar ou ignorar o registro histórico da séria intolerância e até perseguição da parte da Igreja Católica Romana. O sistema de governo da Igreja Católica, baseado em ensinos extrabíblicos, tais como a supremacia papal, resultou em abusos severos de liberdade religiosa enquanto a igreja estava aliada ao estado.

Os adventistas do sétimo dia estão convencidos da validade de nossas visões proféticas, de acordo com as quais a humanidade vive agora perto do fim. Os adventistas creem que, baseados em predições bíblicas, próximo à segunda vinda de Cristo, esta Terra passará por um período de tribulação sem precedentes, tendo o sábado como ponto central. Neste contexto, esperamos que o mundo religioso – incluindo os principais organismos cristãos como peças-chave – se aliará com as forças em oposição a Deus e ao sábado. Mais uma vez a união da igreja com o estado resultará em grande opressão religiosa.

Culpar uma denominação específica por violações passadas de princípios cristãos não é uma representação acurada nem da História nem dos assuntos da profecia bíblica. Reconhecemos que às vezes protestantes, incluindo adventistas, têm manifestado preconceito e até fanatismo. Se, ao expor o que a Bíblia diz, os adventistas do sétimo dia falham em expressar amor às pessoas, não exibimos o cristianismo autêntico.

Os adventistas procuram ser corteses ao lidar com os outros. Assim, enquanto permanecemos cientes do registro histórico e continuamos a olhar para os acontecimentos futuros, reconhecemos algumas mudanças positivas no catolicismo recente, e enfatizamos a convicção de que muitos católicos romanos são irmãos e irmãs em Cristo.


Segue abaixo, alguns conselhos de Ellen White sobre como deve ser nossa relação com os católicos:
“Não devemos, ao entrar em um lugar, criar barreiras desnecessárias entre nós e outras denominações, especialmente os católicos, de maneira que eles pensem que somos declarados inimigos seus. Não devemos suscitar preconceito desnecessariamente em seu espírito, fazendo ataques contra eles. ... Ninguém precisa pensar que os católicos se acham fora de seu alcance. ... Pelo que Deus me tem mostrado, grande número será salvo dentre os católicos.” (Manuscrito 14, 1887)
"Há perigo de que nossos pastores digam demasiado contra os católicos e provoquem contra si mesmos os mais fortes preconceitos dessa igreja. Muitas almas há, na fé católica romana, que olham com interesse a este povo.” (Carta 39, 1887) 
“Esta mensagem tem de ser dada, mas conquanto tenha de ser dada, devemos ter cuidado em não acusar, constranger e condenar os que não possuem a luz que nós possuímos. Não devemos sair de nosso caminho a fazer duras acusações aos católicos. Entre eles existem muitos que são cristãos conscienciosos, que vivem segundo a luz que lhes é proporcionada, e Deus operará em seu favor.” (Obreiros Evangélicos, p. 329)
"Há necessidade de um estudo mais aprimorado da Palavra de Deus; especialmente Daniel e Apocalipse devem merecer atenção, como nunca antes na história de nossa obra. Talvez tenhamos menos a dizer em certos aspectos, quanto ao poder romano e ao papado, mas devemos chamar atenção ao que os profetas e apóstolos escreveram pela inspiração do Espírito de Deus.” (Counsels to Writers and Editors, pp. 45 e 46)

9 comentários:

  1. Muito bom esse artigo.
    O que não fica muito claro, aos professos seguidores de Cristo, é que o amor vem antes das doutrinas; cada parte terá o seu desfeixe na profecia bíblica, isso é uma realidade, estar escrito. A mensagem do terceiro anjo precisa ser dada e sem dúvidas muitos serão ofendidos, porque a mensagem tem que ser dada e com clareza. Mas, sem dúvidas, a maior mensagem deve ser vivida em amor ao próximo, despertando o interesse para Jesus no amor prático.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom...em primeiro lugar o amor 💓🙏

    ResponderExcluir
  3. Legal, isso nos ajuda muito a ser melhor a cada dia, e entender que o amor, rompe Barreiras, e também levar a mensagem com amor e muito respeito.

    ResponderExcluir
  4. O texto é interessante. Mas é uma meia verdade. Ele pretende dizer como os adventistas veem o catolicismo romano. Mas, na realidade, diz como uma parcela dos adventistas gostaria que os demais adventistas vissem o catolicismo romano. É uma diferença sutil. Mas não é à toa que o ditado diz que o diabo mora nos detalhes.

    ResponderExcluir
  5. Oque vejo aqui é ECUMENISMO.

    ResponderExcluir
  6. A igreja adventista é o João Batista que diz que Herodes (estado) não pode se unir com Herodias ( igreja romana) e enfrentará Salomé (protestantes) que farão milagres e perseguirão João Batista.

    ResponderExcluir
  7. Seita pura ! Quando encontra um religião perfeita me avise que eu fujo pra longe eu prefiro Cristo que morreu por me ,do que terceiros que pregão meia verdade.

    ResponderExcluir